Início da carreira

O que começou como brincadeira no intervalo da escola japonesa, teve apoio dos pais e foi desenvolvido pelo técnico Maurício Kobayashi, resultando no maior ídolo do tênis de mesa brasileiro.

História

Como tudo começou

Comecei minha carreira de mesatenista aos sete anos de idade. Na verdade, começou como uma brincadeira na escola que estudava em São Bernardo do Campo, minha cidade natal. No intervalo jogávamos a famosa “família”, que era somente um ponto. Quem ganhasse continuava na mesa e se perdesse iria para o final da fila. Como sempre perdia, comecei a ficar bravo.

Queria aprender a sacar com efeito, dar cortadas, como o César, um dos meus amigos. Então, ele me convidou para ir no clube. Quando abri a porta do salão, vi aqueles jogadores treinando, fazendo belas jogadas e foi como uma paixão à primeira vista! Cheguei em casa todo empolgado e pedi para os meus pais me deixarem treinar lá.

O técnico na época era o Maurício Kobayashi – que foi e é um dos grandes treinadores de tênis de mesa do país. Comecei a treinar, e logo o Maurício percebeu que eu tinha certa facilidade e habilidade para aprender.

  • Participei de 6 Jogos Olímpicos: 1992 Barcelona, 1996 Atlanta, 2000 Sidney, 2004 Atenas, 2008 Pequim e 2012 Londres;
  • 7 Jogos Pan-americanos: 1987 Indianápolis, 1991 Havana, 1995 Mar del Plata, 1999 Winnipeg, 2003 Santo Domingo, 2007 Rio de Janeiro e 2011 Guadalajara;
  • Foram 15 medalhas em Jogos Pan-americanos: 10 de Ouro, 1 de Prata e 4 de Bronze;
  • 18 Campeonatos Mundiais;
  • Hexa-campeão Latino-americano: 1988, 1992, 1994, 1996, 2000 e 2004.
Medalhas Pan-americanos Havana 1991

Chegada do Pan de Havana 1991 com três medalhas de ouro.

Medalhas Pan-americanos

Medalhas de Pan-americanos: 10 de Ouro, 1 de Prata e 4 de Bronze.

top