Hugo Hoyama comenta a expectativa do tênis de mesa nas Olimpíadas

O Tênis de Mesa estreou nos Jogos Olímpicos em Seul, 1988, e de lá para cá a modalidade só fez ganhar adeptos ao redor do mundo. Claro que os chineses são os “reis” do esportes nos jogos, mas diversas nações já começam a fazer frente ao país asiático.

No Brasil, a modalidade também vem ganhando notoriedade. O grande nome do Tênis de Mesa nacional é Hugo Hoyama, que atualmente é técnico da seleção feminina da modalidade e estará nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Em entrevista ao Jogo em Pauta, na última sexta feira (29), Hoyama falou sobre o que esperar do Time Brasil para a disputa em solo carioca.

Jogo em Pauta: Como estão os preparativos finais para as Olimpíadas, já chegaram ao Rio? 

Hoyama: Terminamos hoje, 29/07, o último período de treinamento antes do início dos jogos no Rio. Dia primeiro de agosto entraremos na Vila Olímpica, claro que elas continuarão treinando no local da competição até o início dos jogos, que serão no dia 06.

Jogo em Pauta: O Brasil tenta medalha inédita no Tênis de Mesa em Olimpíadas, a pressão se torna maior nos jogos por termos a Gui Lin no time da Seleção Brasileira?

Hoyama: Pressão, ansiedade, responsabilidade sempre andarão juntos dos atletas, principalmente quando se joga em casa, mas todas estão preparadas para agarrar as oportunidades para alcançarem resultados expressivos para o Tênis de Mesa feminina do Brasil.

Jogo em Pauta: Quais experiências do Pan de Toronto, você pode agregar para as atletas?

Hoyama: De lutar ponto por ponto, jogando com a máxima concentração, sem pensar no resultado, e sim em como chegar no resultado desejado.

Jogo em Pauta: Ao seu ponto de vista como técnico, qual será o maior desafio durante os jogos, além das favoritas chinesas?

Hoyama: As Seleções do Japão, Coréia do Norte, Coréia do Sul, Singapura e Hong Kong serão as grandes favoritas às medalhas.

Jogo em Pauta: Agora pergunta para o técnico da Seleção feminina, tu Hugo, tem experiências de seis Olimpíadas, título de Mr. Pan (sendo um dos maiores medalhistas), participação em um evento olímpico em casa, e um projeto recebido com prazo e planejamento como técnico da Seleção Feminina, com toda essa bagagem e a sua visão de jogo e treino, quais são as chances reais da equipe feminina nas Olimpíadas?

Hoyama: Claro que todo atleta que participa de uma Olimpíada, luta pelas medalhas. Sabemos que haverá uma enorme concorrência, mas tenho certeza de que as adversárias terão que suar muito para vencer nossas atletas. Chegar entre as 32 melhores no individual e nas quartas de final por equipes seria um grande resultado.

As disputas do Tênis de Mesa ocorrerão entre os dias 6 e 17 de agosto no Pavilhão 3, do Riocentro.

Fonte: Jogo em Pauta

Tags

top