Hugo Hoyama fala sobre carreira vitoriosa e chances de medalhas do Tênis de Mesa

Pan 2011 - Vitu00F3ria!!

Hugo Hoyama é um dos maiores nomes do esporte brasileiro. O mesatenista é heptacampeão brasileiro, conquistou 15 medalhas pan-americanas (sendo 10 de ouro) e figura entre os maiores recordistas de participações olímpicas. Se hoje, o tênis de mesa ganhou mais respeito, pode ter certeza que Hugo foi um dos protagonistas dessa batalha.

A série americana The Office – protagonizada por Steve Carell – fez uma menção honrosa ao mesatenista. Na 4ª temporada, uma personagem citou que tinha “um pôster de tamanho real do brasileiro em seu quarto”. Os fãs brasileiros da série comemoraram a citação nas redes sociais.

Hugo aceitou o convite do Live Entretenimento para falar sobre sua história e os Jogos Olímpicos do Rio 2016:

Duda Duarte: Hugo, você é um dos recordistas em participações olímpicas. Uma honra para poucos atletas. Como você vê esta conquista da sua carreira?
Hugo Hoyama: Olha, foi o resultado de uma preparação muito forte, orientada desde o início pelo meu técnico Maurício Kobayashi, que sempre acreditou em mim, praticamente desde quando comecei a treinar. Ele viu em mim facilidade para aprender, talento, vontade, determinação, me cobrou demais, me dando muitas broncas, castigos. Eu não tenho vergonha de colocar isso, pois se não fossem essas broncas e castigos, com certeza não teria essa carreira vitoriosa. Ele me disse que deveria colocar um objetivo, e treinar para alcançá-lo, e por isso consegui defender a Seleção Brasileira por tanto tempo, e participar das 6 Olimpíadas! Fora os 7 Jogos Pan-americanos, 18 mundiais. Só tenho a agradecer muito o Maurício por isso!

Duda Duarte: Como você avalia a situação do Brasil no Tênis de Mesa? Quais atletas você acredita que podem ser medalhistas nos jogos?
Hugo Hoyama: Com certeza estamos evoluindo muito, tanto no masculino como no feminino. As meninas conquistaram ótimos resultados, alguns inéditos, como o título mundial da 2ª divisão por equipes em 2014, medalha de prata por equipe no Pan de 2015, prata também no individual com a Gui Lin e bronze com a Caroline Kumahara, chegaram nas quartas de finais por equipe na Copa do Mundo em 2015. E as principais atletas, Gui Lin, Caroline Kumahara, Lígia Silva, alcançaram suas melhores colocações no ranking mundial. Temos os pés no chão de que no feminino a luta por medalhas será muito difícil, pela forte concorrência dos países da Ásia, principalmente a China, mas também Japão, Coréia, do Norte e do Sul, Singapura, Hong Kong. No masculino, vejo uma chance deles brigarem pelo pódio, mas para a medalha de ouro, o grande favorito é também a China.

Duda Duarte: Você conquistou 7 títulos brasileiros. Para chegar nesta marca você teve que se preparar intensamente. Como era sua rotina de treinamento?
Hugo Hoyama: Muito puxada! Houve um tempo em que eu treinava das 14h às 22h! Estudava de manhã, almoçava e já ia para o treino, pois sabia que esse ritmo seria importante para que eu conseguisse alcançar os objetivos que havia colocado desde o início da minha carreira.

Duda Duarte: Sobre as 15 medalhas pan-americanas que você conquistou. Teve alguma que foi mais especial?
Hugo Hoyama: Com certeza TODAS foram especiais, pois foram conquistadas com muito suor. Mas, a medalha de ouro conquistada em 2007, no RJ, foi uma das mais significativas, pois foi em casa, na frente da nossa torcida, e meu pai também estava no ginásio, receber o abraço dele logo após a conquista, foi sensacional!

Duda Duarte: Você é técnico da equipe feminina. Como tem sido essa experiência?
Hugo Hoyama: Muito boa e gratificante, pois os resultados estão sendo extraordinários!
Mas a ajuda dos técnicos de cada atleta também tem sido muito importante. Eu as oriento nas competições, mas nos treinos diários, cada uma é orientada pelo seu técnico, e trabalhamos juntos pelo mesmo propósito.

Duda Duarte: Falta estrutura de grande porte para o Tênis de Mesa no Brasil? Como estamos em comparação aos outros países? Muito longe?
Hugo Hoyama: Com certeza necessitamos de um centro de treinamento permanente, onde é a grande diferença com os países mais desenvolvidos nesse esporte.

Duda Duarte: O que te motiva a continuar lutando por um esporte que não tem tanta atenção de patrocinadores/mídia?
Hugo Hoyama: Por tudo que consegui conquistar, não tem como deixar de continuar ajudando. Quero que as atletas consigam também alcançar seus objetivos, e no que eu puder ajudar, estarei lá!

Duda Duarte: O que você tem observado na nova geração do esporte no Brasil?
Hugo Hoyama: Como sempre, muitos atletas talentosos, com chances de serem vencedores pelo nosso país. Espero que continuem se esforçando, dedicando, escutando os mais velhos, tendo mais respeito também por eles, pois assim com certeza darão muitas alegrias aos brasileiros.

Duda Duarte: Quero agradecer o seu tempo para esta entrevista. Você é um dos ídolos de qualquer brasileiro que ame o Esporte. Obrigado por todas as suas conquistas para o Brasil. Quer deixar um recado para os seus fãs?
Hugo Hoyama: Agradeço pelas suas palavras, e também a todos que torceram por mim! E peço que continuem torcendo, pois mesmo não jogando, estarei ali, sentado, ajudando as meninas para que elas possam dar alegrias a vocês! E quero aqui agradecer as pessoas mais importantes da minha vida, meus pais! Sem eles, eu não teria a educação, disciplina, vontade, tudo que foi necessário para conquistar o que conquistei até hoje!

Fonte: Live Entretenimento

Tags

top